Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019
Esporte

Em busca de sequência, Artur exalta Bahia

Emprestado pelo Palmeiras até o fim da temporada, novo atacante do Tricolor é apresentado no Fazendão: “Terminei o ano disponível e me sinto bem”

Publicada em 07/01/19 às 18:41h - 14 visualizações

por Por Ruan Melo — Salvador


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Artur é apresentado pelo Bahia como reforço, no Fazendão  (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
Depois de viver sensações opostas nos últimos dois anos, o atacante Artur, de 20 anos, chega ao Bahia com a missão de retomar o status de jogador promissor. Revelado pelo Palmeiras, ele foi emprestado em quatro oportunidades. Na última, em 2017, pelo Londrina, Artur viveu o seu melhor momento: disputou 36 jogos, marcou oito gols e contribuiu com nove assistências na Série B do Campeonato Brasileiro. Na temporada seguinte, de volta ao clube paulista, ele passou por duas cirurgias e atuou em apenas nove partidas, entre competições de divisões de base e profissionais.

Emprestado ao Bahia até o fim desta temporada, Artur foi apresentado oficialmente pelo clube na tarde desta segunda-feira, no Fazendão. Logo na primeira resposta, o jogador exaltou a nova equipe, que chamou de "maior do Nordeste", e também falou sobre o longo período lesionado.

- Muito feliz de estar no Bahia, o maior do Nordeste. A gente está sujeito a lesão, infelizmente chegou minha vez. 2018 foi um ano complicado para mim, isso atrapalhou um pouco. 2017 fui muito feliz no Londrina, tive uma sequência de jogos. Espero ter um ano melhor aqui no Bahia, fazer gols, assistências e dar alegrias à torcida do Bahia – diz Artur.

A primeira intervenção médica de Arthur ocorreu em fevereiro, para tratar de uma entorse sofrida durante um treino do Palmeiras. A segunda foi para corrigir uma fratura no braço, lesão que também ocorreu durante um treinamento.

- O ano de 2018 foi muito complicado, tive lesão no tornozelo, em que passei três meses e meio para voltar. No braço também. Uma infelicidade, uma bolada que levei e quebrei a mão. Terminei o ano disponível e me sinto muito bem. Espero ajudar o Bahia - garante.

No Bahia, Artur busca ter sequência de jogos, o que foi possível na sua melhor temporada, pelo Londrina. No Palmeiras, o jogador foi atrapalhado pelas lesões e não conseguiu ter regularidade.

- Todo jogador é visto quando está jogando. Tive sequência, fui muito bem. Foco é manter essa pegada, ter uma sequência de jogos e fazer um bom ano.

Mas não vai ser fácil garantir vaga no time principal do Bahia. Artur é o quinto reforço anunciado nesta temporada pelo clube, o quarto para o setor ofensivo. Até aqui, já foram confirmadas as chegadas do meia Guilherme, dos atacantes Rogério e Iago, e do lateral-direito Matheus Silva. O meia Shaylon e o lateral Caíque (vai integrar o time sub-23) já treinam no Fazendão e devem ser confirmados nas próximas horas.

Com o ataque reforçado e prometendo grande disputa por posição, Artur destacou a sua versatilidade. Apesar de atuar, na maior parte das vezes, como ponta direita, o jogador também jogou de outras formas e atuou até como lateral.

- Sou um jogador muito rápido, que parte para cima, sou finalizador também. Jogo pelo lado direito... Onde precisar. Já joguei como lateral-esquerdo. No Ceará, joguei de volante, meio-campo. Hoje em dia, fala-se em jogador versátil. Onde precisar, vou dar meu máximo - assegurou.

O Bahia faz seu primeiro jogo do ano no dia 16 de janeiro, quando enfrenta o CRB, pela Copa do Nordeste, na Arena Fonte Nova. O primeiro jogo pelo Campeonato Baiano será quatro dias depois, diante do Fluminense de Feira, no Joia da Princesa.

Confira abaixo outros trechos da entrevista coletiva de Artur.

Saudade de marcar gols
- Atacante vive de gols. Para mim, não é diferente. Bate saudade. Quero fazer o mais rápido possível. Escolha pelo Bahia, é o maior do Nordeste. Abracei o projeto com a diretoria. Foi minha escolha, com meu pai, minha família. Estou bastante feliz.

Elenco do Bahia
- Vários jogadores de qualidade. Estou vendo. Os moleques jogam demais. Como em qualquer outro clube, você busca seu espaço. É trabalhando, praticando, e as coisas fluem naturalmente. Espero que dê certo.

Diferença entre time A e time B?
- Jogador vive na fase boa quando está jogando. Projeto de A e B... É bom para todo mundo estar rodando, todo mundo estar jogando. É a mesma coisa, A ou B. Se estiver jogando em um ou outro, vou dar meu máximo.

Jogadores conhecidos do elenco do Bahia
- Já joguei contra. Conhecia alguns fora de campo. A recepção foi maravilhosa. Todo mundo me acolheu bem, não só os jogadores, como a diretoria também.

Rodízio no elenco do Bahia
- Vai rodar todo mundo. Todo mundo vai ter oportunidade de mostrar seu futebol. O que for necessário para ajudar o Bahia, se for dois, três, 15 jogos consecutivos, se der, a gente vai estar na luta.

Comparações com Zé Rafael e Léo, que passaram pelo Londrina
- Quando cheguei no Londrina, falaram a mesma coisa. Os dois que chegaram lá, foram bem. Quando cheguei aqui, falaram também, os dois fizeram um ano espetacular. Espero manter essa egada que eles tiveram aqui.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 (75) 9 8142-1565

Visitas: 12443
Usuários Online: 22
Copyright (c) 2019 - A Voz da Cidade - © 2018 A Voz da Cidade. Todos os direitos reservados.